18
fevereiro

Dicas da arquiteta Cristiane Schiavoni para a bancada da cozinha

dicas-de-bancada-de-cozinha

Bom dia!
Vamos começar a semana com dicas da arquiteta Cristiane Schiavoni para a escolha dos materiais que ajudarão na hora de decidir a bancada da cozinha?
Mesmo sem estar integrada à sala, a cozinha faz parte da área de convívio da casa e a bancada não serve apenas para o preparo dos alimentos e a escolha adequada pode ser o elemento marcante no projeto, conquistando o cozinheiro e os convidados.

Há opções para todos os gostos e estilos e, claro, levando em conta a disponibilidade do orçamento.
Primeira dica da arquiteta:

Também devemos saber a intensidade do uso da cozinha e qual o comportamento do material em relação ao dia a dia da família. É primordial especificar materiais duráveis”, explica a profissional.

A escolha do material, quando a cozinha for integrada, deve estar em harmonia com os materiais dos ambientes vizinhos.
Depois de resolvidas as questões estéticas e resistência, o próximo passo é a compra e instalação com empresas especializadas no produto escolhido.
Também é super importante observar os cuidados na manutenção dos tampos a serem usados, para não prejudicar a estética e a longevidade da peça.

Diferenças entre os materiais

O mármore é um material muito usado na Europa. “Porém, no Brasil não é aceito por ser muito permeável e manchar com facilidade”, explica a arquiteta.
Por aqui, quem faz sucesso é o granito, por apresentar menor porosidade. Nas pedras claras, as manchas costumam aparecer mais e isso pode acontecer até mesmo com o contato com a água.
Dependendo do acabamento, a pedra pode ser mais ou menos porosa”, completa. Uma dica é impermeabilizar o granito, processo que poderá ocorrer antes ou depois da instalação.

dicas-para-bancadas-de-cozinha
À esquerda, a cozinha recebeu bancada de granito preto absoluto. À direita, Quartzstone vermelho na ilha com cooktop e no frontão do balcão. Projetos da arquiteta Cristiane Schiavoni e fotografia Carlos Piratininga.

Outras alternativas bastante usadas em bancadas de cozinha, são os materiais compostos de quartzo, disponíveis em marcas como Silestone, Quartztone e Caesarstone.
“Trata-se um material sintético com permeabilidade muito baixa e tonalidade uniforme, por isso tem sido bem aceita. Porém, apresentam resinas na composição e por isso não aguentam altas temperaturas”, explica Cristiane.

A arquiteta também costuma utilizar o composto de elementos minerais, oferecidos por marcas como Dekton e Neolith. “Esse material sintético e seu processo de produção faz com que ele seja altamente resistente, inclusive às altas temperaturas, além de não manchar”, explica Cristiane. “Em contrapartida, custam mais caros que os granitos e algumas outras opções”, complementa.

dicas-para-bancada-de-cozinha
A ilha desenhada pela arquiteta Cristiane é destaque no projeto e foi executada com material composto por minerais. Foto Carlos Piratininga

O Nanoglass é outra opção que costuma ser usada pela arquiteta. Trata-se de um material industrializado feito com resina e pó de vidro. O resultado é um material de alta durabilidade, com superfície de brilho intenso e acabamento cristalizado.

dicas-de-bancada-de-cozinha
O Nanoglass usado nesse projeto da arquiteta Cristiane é perfeito contra riscos e manchas. Foto: Carlos Piratininga

O tampo de porcelanato é outra opção de mercado, tem baixa porosidade e é feito sob medida por empresas que instalam cerâmicas.
  “Uma desvantagem é o fato dele não ser tão resistente a impactos”, lembra Cristiane.  

dica-para-bancada-de-cozinha
Tampo de Silestone em sincronia com os azulejos. Projeto arquiteta Cristiane Schiavoni. Foto: Raul Fonseca

Ainda poderemos usar a teca, que pode fazer bonito no projeto.
É uma madeira resistente e muito bem-vinda como bancada de cozinha”, fala a arquiteta.

Por fim, o inox também é um material adotado para essa finalidade, justamente por ser resistente e ter um preço acessível. Além disso, dependendo do risco, é possível reparar.

Espero que tenha gostado das dicas e aproveite!
Beijo, Malu.

Onde encontrar:
Arquiteta Cristiane Schiavoni
Av. Imperatriz Leopoldina, 957, sala 1914, Vila Leopoldina, São Paulo
F. (11) 3649 4900

Divulgação – dc33 Comunicação

Newsletter

Assine para receber novidades do blog!

banner_875x90

Posts relacionados

Deixe seu comentário

Você é humano?

*