24
setembro

Pátina rendada

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

Em tempos de reciclagem, vale a pena revisitar técnicas que usamos tempos atrás para dar uma levantada naquele móvel antigo que já mudou tanto ao longo dos anos com camadas e mais camadas de tinta. Essa pátina que vou mostrar hoje a vocês, fiz muito a alguns anos, é super fácil e tem um efeito lindo!

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

Pode ser usada em móveis e paredes. É bom que tenha um fundo em pátina ou degradé.

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

O que vamos precisar:
O móvel a receber a técnica, já pronto e com fundo. Eu gosto quando é feita uma pátina simples, que pode ser em um tom neutro ou colorido, depende do contexto onde ele estará inserido.
Massa– massa corrida PVA (pode ser branca ou colorida)
Renda– é bom usar uma renda de algodão, encorpada (tipo das antigas, usadas como cortinas). Podemos pintar a renda ou passar verniz, para que ela fique mais firme.

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

Técnica: Preparar o móvel, aplicando o fundo desejado que pode ser uma pátina simples. Escolher o local em que deseja aplicar os detalhes. Coloca a renda e passa massa corrida sobre ela, com uma espátula. Ter o cuidado de não deixar a renda “andar”.
Com a espátula, vai “puxando” a massa, de maneira a ir colando o desenho do tecido. Retirar o excesso de massa com a espátula.

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

Importante: Faça com que o desenho fique indefinido. Não delimite o desenho da renda para não ficar pesado. Também não deve cobrir toda a superfície com a renda, não fica bom.  Se quiser, pode usar um corante na massa.
Deixe secar bem.
Após secar, passar verniz acrílico com um rolinho, para impermeabilizar (sempre impermeabilizar antes do betume!).

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

O acabamento pode ser feito com betume. Tirar o excesso, com estopa, tendo o cuidado de retirar mais sobre os relevos e descobrindo mais, entre os desenhos.
Lixa– lixar, suavemente, com lixa 180. Lixar mais forte, nas partes da madeira onde não tem o rendado.

Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

Dicas: você pode pintar o móvel cor de coral, por exemplo, e aplicar a massa branca, sem passar o betume. A sensação visual será absolutamente diferente se você aplicar a massa sobre uma pátina e envelhecer com betume…  
O charme ficará por conta do desgaste nos detalhes da peça que merecem ser realçados.
Pátina rendada no blog Detalhes Magicos

Gostaram? Espero que possam aproveitar! Qualquer dúvida, é só perguntar!
E não tenham medo de tentar, porque o bom da patina é que mesmo que não fique exatamente como a gente pretendia, sempre resulta linda! Não tem essa de erro. Bom trabalho!
Bj, Malu

Sempre vale lembrar que se clicar sobre as imagens ela aumentam bastante.

Quem escreve:

Newsletter

Assine para receber novidades do blog!

banner_875x90

Posts relacionados

Deixe seu comentário

Você é humano?

*

6 Comentários

  • Regina Lara Resende
    17 dezembro, 2014

    Oi Malu! Obrigada por me orientar.
    A cadeira que herdei da minha mãe é entalhada. De um artista mineiro de 30 anos atrás.
    Minha mãe passava graxa de sapato preta nela. Dizia ela que protegia a tinta.
    Há um bom tempo ela não é encerada. Passo apenas um pano húmido. Se poder e for permitido, lhe mando a foto da cadeira.
    Posso então, usar tinta acrílica aproveitando a tinta já existente na cadeira e fazer uma patina? Depois, claro, de tirar o brilho?
    Obrigada Malu

    • Malu
      19 janeiro, 2015

      Regina, tudo bem?
      Quero em primeiro lugar me desculpar com a demora na resposta. Parei um tempo com o blog e apenas agora estou conseguindo responder… Claro que podes enviar fotos! Vou adorar receber!
      Também já usei cera de sapato nas patinas. Preta quando queria envelhecer e transparente para proteger. Pela experiência que tive com pintura, acredito que para remover anos de cera de sapato na cadeira, para retirá-la, a tinta base vai sair. Se ficar alguma cera, a tinta não irá aderir. Te aconselho lixar a cadeira e começar do zero. Provavelmente nos entalhes a cera terá acumulado. Dará um pouco de trabalho mas valerá muito a pena! 🙂 Principalmente, por ser herança da tua mãe. Eu não costumo usar tinta acrílica para patina. Sempre usei PVA ou esmalte. Só para completar, não é necessário retirares toda a tinta da cadeira, apenas o brilho. A cera sim. Tem de retirar toda.
      Qualquer dúvida, escreve, prometo não demorar mais tanto!
      Beijo e um ótimo trabalho!
      Não esquece das fotos:)

  • Regina Lara Resende
    01 novembro, 2014

    Oi Malu.
    Dicas boas que você nos dá! Linda está da renda.
    Tenho duas cadeiras de encosto alto entalhada que usaram uma tinta que não consegui identificar de cor preta. Gostaria de fazer pátina nelas. Posso fazer sem tirar a tinta antiga que já está gasta em alguns lugares?
    Obrigada!

    • Malu
      01 novembro, 2014

      Oi, Regina!
      Quando comecei a fazer pátinas, retirava toda a tinta e deixava só a madeira. Com o passar dos anos, descobri que não era necessário. Indispensável é tirar o brilho da tinta, os excessos e corrigir as imperfeições. Se tu vais fazer patina com relevo, o preparo da madeira é menor, porque os relevos disfarçarão as imperfeições e a patina mais rústica é linda, né? O que vai acontecer se não tirares o brilho? Dependendo da tinta velha, a nova tinta não irá aderir. Ou, se aderir, descascará. 🙁
      Se tiveres mais dúvidas, escreve!
      Bom domingo, beijo, Malu

  • Isabel Cristina
    06 fevereiro, 2014

    Gostaria de uma boa idéia para ambientes pequenos,pois moro num apto bem pequeno com 2 quartos.

    • Malu
      06 fevereiro, 2014

      Adorei que destes ideias , Isabel Cristina! Fiz vários posts com este tema que não esgota nunca, porque sempre vão surgindo ideias novas. Se colocares ali na busca do blog “apartamento” ou “apartamento pequeno” virão todos eles, mas certo que farei mais! Obrigada querida, beijão, Malu