12
dezembro

Estudio FCK dá dicas de como integrar salas e cozinhas

estudio-fck-dicas-para-integrar-cozinhas-e-salas
A integração ajudou a espalhar claridade pelo apê do Estudio FCK

Os arquitetos do Estudio FCK dão dicas de como usar o recurso de integrar salas e cozinhas para ampliar ambientes e para uma maior integração de família e amigos.
Com revestimentos charmosos, ótimas soluções de marcenaria e eletrodomésticos modernos à vista, a cozinha perdeu as paredes e se uniu às salas, transformando tudo em um generoso lugar de convivência pronto para receber. 

“É uma tendência cada vez mais presente nos projetos de interiores”, comenta o arquiteto Felipe Luciano, sócio de Vanessa Keiko,do EstudioFCK.

A dupla acredita que a integração desses ambientes é perfeita quando se deseja ampliar tanto a sala como a cozinha, especialmente em imóveis compactos.

“Dependendo da solicitação do cliente, a integração resulta numa melhor interação com os amigos e a família, já que cozinhar deixa de ser um ato isolado e solitário”, explica Felipe.

Para o projeto de um apartamento de apenas 40 m², Felipe e Vanessa escolheram a união entre cozinha e salas a fim de ampliar visualmente o tamanho do imóvel.Com acabamentos que seguem uma proposta de cores neutras, o uso de cobogós e dos revestimentos vermelhos da cozinha foram ótimas escolhas para realçar os ambientes principais.

Além do lindo contraste, o espaço ficou bem mais arejado e com a sensação de parecer maior”,explica Vanessa.

estudio-fck-dicas-para-integrar-cozinhas-e-salas
Cobogós e cerâmicas vermelhas marcam o projeto do Estudio FCK. Foto Luis Gomes

Já no apartamento de 100 m², a proprietária tinha uma premissa básica: a criação de um grande e confortável living que favorecesse a vista arborizada e privilegiada do imóvel. Para isso, a dupla do Estudio FCK propôs a integração completa de salas de estar, jantar, terraço e cozinha. Além de eliminar uma parede, os arquitetos tiveram de investir no fechamento de vidro da varanda.

O resultado ficou incrível e ainda possibilitou que a moradora pudesse dispor de um sofá maior e uma mesa de oito cadeiras”, conta Felipe.

estudio-fck-dicas-para-integrar-cozinhas-e-salas
Salas, cozinha e varandas contíguas no projeto do Estudio FCK. Foto Luis Gomes.

Mas, para quem ainda não se sente confortável em optar pela conexão total da ala social, os arquitetos propõem uma integração parcial, como a que fizeram num apartamento de 62 m². A cozinha, com estilo corredor,apresenta uma porta de correr contígua ao painel de MDF laqueado que acomoda a TV e também esconde a cozinha,quando necessário. Mas, basta deslizar a porta para unificar os ambientes. Os tons fortes, como o amarelo e o vermelho, dão vida à decoração e refletem o jeito extrovertido da cliente.

estudio-fck-dicas-para-integrar-cozinhas-e-salas
Painel e porta de correr amarela colorem o projeto do Estudio FCK

Fique atento!

 Apesar de investirem na integração em boa parte dos projetos, Vanessa e Felipe indicam sempre procurar um profissional para analisar bem o cotidiano da família antes de sugerir qualquer tipo de mudança.

Nós não podemos investir naintegração quando as paredes são de alvenaria estrutural, ou seja, elas sustentam o edifício, ou quando o prédio não autoriza qualquer alteração de planta. Nesses casos, só contamos com as aberturas existentes”,explica Vanessa. 

Felipe Luciano também alerta para outro detalhe essencial relacionado à integração de cozinhas: é preciso ter uma boa coifa ou depurador. 

“O equipamento precisa ter alta capacidade de sucção para absorver os cheiros e evitar que eles se espalhem pela casa toda na hora de preparar a comida”,recomenda o arquiteto.

Onde encontrar:

Estudio FCK – www.estudiofck.com.br
@estudiofck

Divulgação: dc33 Comunicação

Quem escreve:

Newsletter

Assine para receber novidades do blog!

banner_875x90

Posts relacionados

Deixe seu comentário

Você é humano?

*