01
março

Vamos falar sobre tintas? 1

que-tinta-usarQueridos, bom dia!
Vamos começar a semana falando sobre tintas? Para os que conhecem ou já fizeram algumas pinturas pode parecer banal. Para quem nunca pintou uma parede ou um móvel, o receio por não saber pode inibir uma iniciativa tão gostosa, que é a de usarmos tinta e pincel e nós mesmos provocarmos as mudanças. Fazer isso não muda só o ambiente que pintamos, mas traz um bem estar enorme! É uma terapia!
Como tenho recebido várias perguntas sobre tintas, pensei em ir falando no básico, assim como: o que pode misturar com o que, o que dissolve o que, como diluir as tintas, como limpar os pincéis?
São tantas as opções de tintas que dá para confundir…látex acrílica, látex PVA, esmalte à base d´água, esmalte à base de solvente… Para cada ambiente, móvel ou objeto, é preciso saber qual a tinta certa usar e como preparar. Também acho importante escolher uma tinta boa, para conseguir melhor cobertura e manutenção.

Tintas à base de água: látex PVA, látex acrílica e esmalte à base de água: dilui com água e limpa os pincéis também com água. São as melhores para trabalhar, secam rápido e não tem cheiro.
Tintas à base de solventes: esmalte sintético, stains, tinta a óleo e vernizes. dilui com solvente (tipo aguarrás) e limpa os pincéis também com o solvente.

Nas dicas de hoje, vamos falar nas tintas para alvenaria.

PVA– pode ser usada em alvenarias internas, mas a manutenção não é muito boa porque é mais porosa. Suja facilmente e não é fácil limpar. É sempre fosca. Eu costumo usar como fundo (ou base).
Acrílica – encontrada em acabamento fosco, acetinado e semibrilho e é usada em alvenarias internas e externas. Ideal para as alvenarias externas é também indicada para interiores pela manutenção e acabamento. (podem ser lavadas)
A acrílica fosca, a que não tem brilho, disfarça melhor as imperfeições da parede mas é mais difícil de limpar.
Acrílica acetinada pode ser usada em paredes internas e externas. Acho linda, com seu acabamento aveludado!
E a acrílica semibrilho, é um pouco mais resistente, mas realça as imperfeições das paredes.
Se houver alguma imperfeição a ser corrigida, como furos de pregos, algum pedacinho descascado, você irá corrigir com massa corrida se for interior e massa acrílica para exterior. Aplique com espátula de metal ou plástico, espere secar e passe lixa. Lixe bem para que não apareça relevo depois de pintado. Após lixar, retire o pó antes de aplicar a tinta.
Em outro post, vamos ver como preparar a parede e como pintar.
Inspirem-se com essas cores, que lindas!

que-tinta-usar
que-tinta-usar
que-tinta-usar
que-tinta-usar
que-tinta-usar

que-tinta-usar
que-tinta-usar
que-tinta-usar
que-tinta-usar
Se vocês tiverem alguma dúvida, escrevam que vou respondendo aqui no blog, combinado?
Vamos pintar!
Uma ótima semana! Beijo,
Malu

Quem escreve:

Newsletter

Assine para receber novidades do blog!

banner_875x90

Posts relacionados

Deixe seu comentário

Você é humano?

*