13
novembro

Dicas para um Décor Sustentável

decor-sustentavel

As arquitetas Isabella Nalon e Juliana Atti, em parceria com a decoradora Sula Miranda, nos mostram dicas para um décor sustentável, através da sala de jantar que assinaram para a Mostra morar Mais por Menos em São Paulo, em que partiram de dois pontos principais: criatividade e sustentabilidade.

decor-sustentavel

Parede verde:
São 20 peças de paletes (execução da Fremade Madeiras), que reutilizam pinus de reflorestamento. As madeiras precisaram ser lixadas e receberam uma demão de verniz. Readequadas, as ripas ganharam lugar para a colocação de 60 vasos convencionais (Mil Plantas Home and Garden), que receberam jiboias e guaimbês, espécies que exigem pouca manutenção e são bem-vindas em ambientes internos.

Dicas para fazer em casa:
Também é possível adotar outras espécies, desde que tenham uma boa adaptação ao local ou, quem sabe, até criar uma hortinha. Além dos paletes, outros materiais recicláveis também são ótimos para acomodá-las, como partes de um móvel antigo, por exemplo. Tudo isso, respeitando as proporções do ambiente.

decor-criativo-e-sustentavel

Iluminação irreverente:
Exclusivo, o pendente (Lustreco) reuniu galhos de árvore natural, que foram amarrados para receber os fios elétricos, as lâmpadas e os cristais italianos. Outro destaque são os trilhos de spots direcionáveis, que são fáceis de instalar e têm ótimo custo-benefício.

Dica para fazer em casa:
Usar a imaginação é a palavra-chave. Além da ideia dos galhos, que é bem simples, Isabella Nalon indica, para uma casa de praia, o uso de conchinhas, pedrinhas ou outras recordações de uma viagem especial – elementos que tornam o décor afetivo. Tomando cuidado sempre com o peso para não sobrecarregar a peça.

 “A história de vida precisa estar presente em todas as casas, seja com fotos, objetos ou outras lembranças”, reforça Isabella.

decor-sustentavel

Banco de vidro
Ao invés de um material tradicional, o trio de profissionais optou pelo vidro de 19 mm de espessura (Silvestre Vidros) em busca de criar um móvel transparente e leve. Para trazer originalidade à peça, rodas de caminhão recuperadas e pintadas dão suporte ao banco, que mede 5m x 0,55 m.

Dica para fazer em casa:
O tampo do banco pode ser substituído por outro material.

Certa vez, em um projeto, utilizamos portas antigas para esta função. E, para a base, se pode empregar um motor em desuso, uma roda de bicicleta velha, etc. desde que recuperados de forma correta”, conta Isabella.

decor-sustentavel
banco-de-vidro

Última dica:
Para evitar o quebra-quebra e o desuso de revestimentos, uma boa pedida é pintar por cima do azulejo ou piso antigo, sempre com a preocupação em comprar a tinta correta para cada caso. 

“Na sala de jantar trouxemos vida ao piso de madeira, que foi raspado, reaproveitado e recebeu uma aplicação de resina, para deixar o aspecto natural”, conta Juliana Atti.

Por fim, as profissionais indicam que a sustentabilidade já começa no momento da reforma 

“Deve-se ter a consciência de não gerar tanto entulho, por meio do melhor aproveitamento dos objetos. Porém, se for necessário descartar algum item, busque que ele tenha um destino certo. Entre as opções, há grupos de sobras de obra para doações, que podem ser encontrados nas redes sociais, ou estabelecimentos de coleta inteligente”, aconselham Isabella e Juliana.

Fotos: Julia Herman

Profissionais:
Arquiteta Juliana Atti
Arquiteta Isabella Nalon
Cantora e Decoradora: Sula Miranda

Morar Mais Por Menos São Paulo
Até 17 de novembro de 2019
Av. Pedroso de Moraes, 2188 – Alto de Pinheiros
São Paulo

Divulgação:
dc33 Comunicação
(11) 3129 4382

Newsletter

Assine para receber novidades do blog!

banner_875x90

Posts relacionados

Deixe seu comentário

Você é humano?

*