16
maio

Refúgio prático e atemporal à beira-mar

refugio-a-beira-mar

A sensação de amplitude predomina na residência de praia reformada pela arquiteta Patrícia Penna e equipe. Apostaram em soluções modernas nos revestimentos, marcenaria, iluminação e objetos, para atender aos desejos dos proprietários.   

“Eles queriam uma residência ampla e confortável, com revestimentos de fácil manutenção”, confirma o arquiteto João Paulo Duque, do escritório Patricia Penna Arquitetura & Design. “E assim, o projeto superou as expectativas dos nossos clientes, ao oferecermos soluções práticas, que resultaram em ambientes modernos e fluidos”, continua.

Para colocar em prática os desejos da família, materiais muito usados em casas de praia como madeira rústica, pedra com acabamento naturais e fibras naturais ficaram de fora, dando espaço para alternativas mais práticas e minimalistas.

“Um dos grandes desafios foi atender às expectativas dos clientes, que optaram por materiais usualmente aplicados em projetos urbanos, e ainda assim manter a atmosfera de casa de praia”, explica João Paulo.

A área externa, destaque do projeto, conta com uma piscina semi coberta, além de um grande gramado de frente para o mar. Espécies como coqueiros, orquídeas, guaimbés e até uma jabuticabeira, engrandecem o paisagismo. No deck ecológico, espreguiçadeiras para os momentos ao sol. Em todo o setor de lazer, o mobiliário escolhido tem estruturas de alumínio, acabamentos em couro náutico, fibras sintéticas ou telas, ideais para suportar as intempéries.

refugio-a-beira-mar

No interior da casa, grandes painéis de madeira são importantes elementos do setor social, no pavimento térreo. Amigos e familiares conseguem passar horas agradáveis no living, onde um sofá e duas confortáveis poltronas em tons neutros, todos da Artefacto, conversam com a atmosfera minimalista da decoração. 

“Os layouts fluídos e sem exageros são compostos por um mobiliário simples, porém sofisticado. A sensação de continuidade dos ambientes fica por conta do piso em porcelanato técnico de cor clara”, conta João Paulo.

hall-de-entrada
refugio-a-beira-mar
casa-a-beira-mar

O jantar, integrado com o gourmet, tem ar intimista e elegante. A mesa com pés de aço inox, fica completa com 12 cadeiras forradas de linho com algodão, revestimento predominante em quase todos os móveis.
Entre o living e o jantar, uma área de leitura composta por duas confortáveis chaises, é a perfeita transição entre o relaxamento do living, e o lazer da área externa.  Poucos e bons móveis e objetos, otimizam os espaços.

Porcelanato técnico reveste o piso de toda a residência. O material é resistente, e muito simples de manter.

jantar-casa-de-praia
area-de-leitura

Nas tardes chuvosas o confortável home theater é a solução perfeita. O acolhimento é assegurado pelos dois sofás forrados em tecido de algodão. Os painéis de madeira aquecem o cômodo, além de auxiliarem no isolamento acústico. Em tons predominantemente neutros, os pontos de cores ficaram nos objetos móveis, como almofadas, mantas e vasos de plantas. 

“Nosso objetivo era proporcionar o máximo de conforto possível para os usuários durante as horas de lazer”, explica o arquiteto.

home-rheater-projeto-patricia-penna-arquitetura

Outro desafio encontrado pelo escritório foi dos acessos à suíte de hóspedes e lavabo que estão lado-a-lado e precedem o acesso ao elevador. Esteticamente, estes vãos criavam um ruído visual muito indesejado, numa área tão importante, como o hall de entrada. A solução proposta foi mimetizar estas portas num sistema de “painéis e portas” (Ornare). 

“Assim, elas ficaram quase imperceptíveis entre elegantes painéis de madeira”, comenta João Paulo.

patricia-penna-arquitetura

Ao subir as escadas, no segundo pavimento, a suíte máster é a maior entre as 05 suítes. Com uma bela vista para a praia, o quarto ganhou um mobiliário com linhas retas e uma paleta de cores neutras (Alfa Marcenaria e Armando Traldi). Mesas de cabeceira em laca branca, são práticas e perfeitas para o apoio de objetos essenciais, enquanto o painel de madeira é o responsável pelo aconchego necessário. O piso, o mesmo das áreas sociais, assegura o frescor.

suite-a-beira-mar

Completando a suíte, o banheiro foi pensado para favorecer os momentos de relaxamento. O revestimento do piso segue também nas paredes. O material tem um aspecto homogêneo e baixíssima permeabilidade, sendo mais resistente e difícil de manchar, perfeito para regiões litorâneas.
A bancada é toda de mármore, criando uma bonita e harmônica composição.

arquiteta-patricia-penna

O projeto luminotécnico (Iluminare) da residência foi pensado para cumprir duas funções; uma técnica e a outra cênica, contribuindo para a sensação de acolhimento. Pensando na sustentabilidade, as lâmpadas utilizadas são de LED, por seu baixo consumo e maior durabilidade. Além disso, a principal proposta da iluminação foi enaltecer aspectos marcantes da arquitetura. 

“No hall de entrada o destaque está nos painéis de madeira e na parte externa a ideia é engrandecer as linhas retas da construção”, explica João Paulo.

Fotografia: Sergio Israel

Patrícia Penna Arquitetura & Design
Rua Armando D’Oliveira Cobra, 50 – São José dos Campos
(12) 3209-9785
www.patriciapenna.arq.br
@patricia_penna_arquitetura

dc33 Comunicação
Bianca Benfatti, Glaucia Ferreira e Danilo Costa
Tel. (11) 3129-4382

Quem escreve:

Newsletter

Assine para receber novidades do blog!

banner_875x90

Posts relacionados

Deixe seu comentário

Você é humano?

*